segunda-feira, 30 de junho de 2008

Reflexões sobre o beijo


Ao nascermos ensinam-nos um idioma, um modo de vida, uma moral e muitas formas de nos amarmos. E tudo fica aprendido e assimilado e vai-se transmitindo de geração em geração, até que um dia alguma coisa muda. E o que era uma vez a norma pode ser convertido em esquecimento ou, pelo menos cai em desuso.

Nos tempos antigos, para os egípcios e culturas orientais que se estendiam a partir desde o Mediterrâneo ao Indostão, o beijo entre os amantes realizava-se aproximando os respectivos narizes. Portanto, a tentar inalar a parte da alma do amante, sob a forma de ar, a sua felicidade se desvanescia e fugia em direcção ao céu. (Romântico, não ?)Disto fica possivelmente uma certa memória do beijo de Esquimós. Mas só uma memória.

Será que os gregos entrando nas profundidades do mar e por terras desconhecidas, para além de levarem a sua cultura, levaram também a nossa forma de beijar ?

Os gregos triunfaram e todos os beijos dados por todas as gerações, desde então até agora, são o seu tesouro imortal.

Até quando?

6 comentários:

Zona 8 Lifestyle disse...

Olá!
Finalmente estou de volta á net (é uma longa história)!
E por falar em beijos... Desde o último que me enviaste ainda estou á espera de algumas respostas a outras tantas perguntas.
Quem promete e não cumpre são os politicos

Fresquinha disse...

Há um politico em cada um de nós, Zona 8 ! :-)))
Não respondi ao questionário porque desapareceste. Deixa-me adivinhar: arranjaste uma namorada que implica com a net ... ou com as mulheres do Próximo ?! Too bad !

Xara disse...

Fresquinha:respondendo à sua última interrogação devo dizer que,ainda bem que eu já cá não estou,quando o "quando" mudar.
Sou na verdade,muito "grega"!
Beijinho

Fresquinha disse...

O quando não muda, porque precisamos de si.

Beijo

Zona 8 Lifestyle disse...

Eh! Eh! Eh! Nada disso mulher! Apenas desapareci pq a PT resolveu cortar-me a net(a historia vem resumidissíma no meu blog).
agora já não tens desculpas, pois ja tou de volta (quase a ir de férias para o campo!)

Fresquinha disse...

A PT cortou-te a net ? Tens que pagar as contas, Zona 8. Tá mal. E já puséste a escrita em dia ?

Ouve, eu se fosse a ti ía de férias (no campo apanhas alergias aos fenos, aos pólen, às picadas de vespas, à doença dos pinheiros, às mimosas, às penas das galinhas,às picadas dos mosquitos, ao pêlo dos cavalos... o campo é um poço de doenças) e se sobreviveres, conto-te uma história resumidissima da Mulher do Próximo. Não te quero estragar as férias, com histórias banais. :-)