sábado, 28 de junho de 2008

N' "A Mulher do Próximo"


As comunicações ao vivo em Torres de Controlo de Tráfego Aéreo

Comcast Center : Écran gigante com 10.000.000 pixeis



A 8 de Junho, estreou em Filadéfila um novo Centro Comcast, no edifício mais alto de toda a cidade. O edifício em si é uma beleza, mas a coisa mais fenomenal que parece ter escapado à maioria das pessoas é o écran gigante do lobby do arranha-céus, construído por Barco. Antes de tudo temos que olhar para as fotos, assistir a vídeos, limpar a baba, e depois prepararmo-nos para alguns factos.


Visto aqui

O preço do écran custou US$22milhões (design, construção e instalação)
e tem:
1. O maior écran Led de 4 mm do mundo, medindo 83.3ft x 25.4ft
2. 10 milhões de pixéis montados em suporte plano, sem costura - o que corresponde ao quíntuplo da resolução da tv de alta definição
3. uma sala de controle automático, com 27′000 gigabytes de informação, 6 digitadores Led dx-700, sete processadores de video de repetição e 3 routers matrixpro

Eu estive aqui

Calendário de Jason D'Aquino




Juris Dimiters






A canícula



A queda de um meteorito

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Bat for Lashes em Circle Song



Fóssil




O projecto Indigo


Jesse van Dijk é um holandês, nascido em 1977,e o seu trabalho é o de imaginar e desenhar paisagens, cenas, desenho industrial ou veículos. Desde 2006 trabalha em W! Games.
Escolhi, para ilustrar seu trabalho, um projecto pessoal chamado Indigo onde ele imaginou uma cidade vertical dentro de um cone vulcânico desactivado. Espectacular !

de 5ª a 4ª


Categorias
Filme + Concerto + Dj Set Brava Dança
Pleno Out Jazz Loopless e Johnny

Bancos : "Pagantibus e não bufantibus"


(Esta carta foi direccionada ao banco BES, porém devido à criatividade com que foi redigida, deveria ser direccionada a todas as instituições financeiras.)

Exmos. Senhores Administradores do BES

Gostaria de saber se os senhores aceitariam pagar uma taxa, uma pequena taxa mensal, pela existência da padaria na esquina da v/. Rua,ou pela existência do posto de gasolina ou da farmácia ou da tabacaria, ou de qualquer outro desses serviços indispensáveis ao nosso dia-a-dia.
Funcionaria desta forma: todos os senhores e todos os usuários pagariam uma pequena taxa para a manutenção dos serviços (padaria,farmácia, mecânico, tabacaria, frutaria, etc.). Uma taxa que não garantiria nenhum direito extraordinário ao utilizador. Serviria apenas para enriquecer os proprietários sob a alegação de que serviria para manter um serviço de alta qualidade ou para amortizar investimentos. Por qualquer outro produto adquirido (um pão, um remédio, uns litro de combustível, etc.) o usuário pagaria os preços de mercado ou, dependendo do produto, até ligeiramente acima do preço de mercado.
Que tal?

Pois, ontem saí do BES com a certeza que os senhores concordariam com tais taxas. Por uma questão de equidade e honestidade. A minha certeza deriva de um raciocínio simples.
Vamos imaginar a seguinte situação: eu vou à padaria para comprar um pão. O padeiro atende-me muito gentilmente, vende o pão e cobra o serviço de embrulhar ou ensacar o pão, assim como todo e qualquer outro serviço. Além disso impõe-se taxas de : Uma 'taxa de acesso ao pão', outra 'taxa por guardar pão quente' e ainda uma 'taxa de abertura da padaria'. Tudo com muita cordialidade e muito profissionalismo, claro.
Fazendo uma comparação que talvez os padeiros não concordem, foi o que ocorreu comigo no meu Banco.
Financiei um carro, ou seja, comprei um produto do negócio bancário. Os senhores cobram-me preços de mercado, assim como o padeiro cobra-me o preço de mercado pelo pão.
Entretanto, de forma diferente do padeiro, os senhores não se satisfazem cobrando-me apenas pelo produto que adquiri.
Para ter acesso ao produto do v/. negócio, os senhores cobram-me uma 'taxa de abertura de crédito'-equivalente àquela hipotética 'taxa deacesso ao pão', que os senhores certamente achariam um absurdo e se negariam a pagar
Não satisfeitos, para ter acesso ao pão, digo, ao financiamento, fui obrigado a abrir uma conta corrente no v/. Banco. Para que isso fosse possível, os senhores cobram-me uma 'taxa de abertura de conta'.
Como só é possível fazer negócios com os senhores depois de abrir uma conta, essa 'taxa de abertura de conta' se assemelharia a uma 'taxa de abertura de padaria', pois só é possível fazer negócios com o padeiro, depois de abrir a padaria.
Antigamente os empréstimos bancários eram popularmente conhecidos como'Papagaios'. Para gerir o 'papagaio', alguns gerentes sem escrúpulos cobravam 'por fora', o que era devido. Fiquei com a impressão que o Banco resolveu antecipar-se aos gerentes sem escrúpulos. Agora, ao contrário de 'por fora' temos muitos 'por dentro'.
Pedi um extracto da minha conta - um único extracto no mês - os senhores cobram-me uma taxa de 1 EUR. Olhando o extracto, descobri uma outra taxa de 5 EUR 'para manutenção da conta' - semelhante àquela 'taxa de existência da padaria na esquina da rua'.
A surpresa não acabou. Descobri outra taxa de 25 EUR a cada trimestre - uma taxa para manter um limite especial que não me dá nenhum direito. Se eu utilizar o limite especial vou pagar os juros mais altos do mundo. Semelhante àquela 'taxa por guardar o pão quente'.
Mas os senhores são insaciáveis.
A prestável funcionária que me atendeu, entregou-me um desdobrável onde sou informado que me cobrarão taxas por todo e qualquer movimento que eu fizer.
Cordialmente, retribuindo tanta gentileza, gostaria de alertar que os senhores se devem ter esquecido de cobrar o ar que respirei enquanto estive nas instalações de v/. Banco.
Por favor, esclareçam-me uma dúvida: até agora não sei se comprei umfinanciamento ou se vendi a alma?
Depois de eu pagar as taxas correspondentes talvez os senhores me respondam informando, muito cordial e profissionalmente, que um serviço bancário é muito diferente de uma padaria.
Que a v/.responsabilidade é muito grande, que existem inúmeras exigências legais, que os riscos do negócio são muito elevados, etc., etc., etc.e que apesar de lamentarem muito e de nada poderem fazer, tudo o que estão a cobrar está devidamente coberto pela lei, regulamentado e autorizado pelo Banco de Portugal. Sei disso, como sei também que existem seguros e garantias legais que protegem o v/. negócio de todo e qualquer risco. Presumo que os riscos de uma padaria, que não contac om o poder de influência dos senhores, talvez sejam muito mais elevados.
Sei que são legais, mas também sei que são imorais. Por mais que estejam protegidos pelas leis, tais taxas são uma imoralidade. O cartel algum dia vais acabar e cá estaremos depois para cobrar da mesma forma.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Um homem vai a leilão


«Olá, o meu nome é Ian Usher, e estou farto da minha vida! Já não quero vivê-la mais! Você pode tê-la, se quiser! Não, eu não estou contemplando o suicídio, vou, sim, vender a minha vida! Tenho as minhas razões, para mais informações clique no botão "Why" abaixo. No entanto, ainda não estou certo se esta é loucura de insiração, loucura completa, ou apenas uma espécie de crise da meia-idade. Seja lá o que, tudo está à venda num grande leilão. Tudo o que tenho tudo é tudo o que eu sou. No dia em que fôr vendido, e liquidado tudo, tenho a intenção de sair de casa com a minha carteira no bolso e o meu passaporte no outro, nada mais, e apanhar o comboio, sem qualquer ideia para onde vou ou o que o futuro me reserva.»


Hoje há frango assado


Teclado em vidro





Elegante este teclado transparente desenhado por Kong Fanwen. A foto é feita sem iluminação para que se veja como resplandece.

há "algo" na água



video

O ano 2007, segundo S. Reuteurs

(Obrigada, Xico)

Do blog: Os livros que ninguém quis dar a ler


«Como é do vosso conhecimento, a “guerra” que travo dia-a-dia é a de tentar arranjar uma solução para a edição dos livros infantis que escrevi, e divulgo aqui no meu cantinho. Depois de tentar o contacto com várias, muitas, editoras, e perceber que esse é um mundo complexo e difícil de entrar (principalmente quando não se conhece o Sr. Pinto da Costa!!!!… passo a publicidade ao FCP), enveredei agora pelo informar-me sobre a edição de autor. Mas, preciso de arranjar um ilustrador que se apaixone pelo projecto e o faça, pelo menos de início, por amor à camisola, por amor à arte da ilustração.
Por isso, e conto com a vossa generosa colaboração, agradeço que divulguem este post o mais possível, pois há sempre alguém que conhece alguém, que conhece alguém, que conhece alguém… e talvez assim cheguemos lá.
O meu muito obrigada e vão dando notícias.»
.
Link do blog

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Tributo a Esbjörn Svensson



Hsueh Shao-Tang : O Compositor de sêlos


« Há vários anos atrás, num sumptuoso jantar chinês, em Genebra, os meus anfitriões perguntaram-me se lhes poderia fazer um favor, ou melhor, um favor para o cozinheiro que tinha preparado o banquete. Eu tencionava guiar através dos Alpes mais tarde durante a noite, para chegar de madrugada à Riviera Francesa para uma celebração em homenagem ao nonagésimo aniversário de Pablo Picasso; que deveria certamente permanecer fechado por trás da sua porta de trabalho, como em qualquer outro dia.
Um dia, ele havia uma vez suspirado "Se as pessoas me pudessem dar apenas as suas horas desperdiçadas! Em vez disso, elas trazem-me coisas "
Então, os meus amigos explicaram-me que o seu cozinheiro gostaria de oferecer um presente a Picasso "de um admirador que nunca o tinha conhecido" e eu muito delicadamente, declinei o pedido.
Os meus amigos persistiram com determinação. Este presente é diferente! É um quadro de boa sorte, do deus chinês da felicidade e da longa vida, fabricado a partir de minúsculos fragmentos de selos postais. "Cheguei a manhã seguinte a Riviera como o mensageiro da dádiva de Hsueh Shao-Tang. . . mestre artista e mestre cozinheiro
-David Douglas Duncan.

Anjos na Terra : "Mozart", 5 anos e cega



Nostalgia: Jacques Brel



N' "A Mulher do Próximo"


7 Remédios Caseiros

1. Quando te engasgares com um cubo de gelo, basta deitares um copo de água a ferver pela goela abaixo. Rápido ! O bloqueio resolve-se instantaneamente por si.
2. Evita cortares legumes sozinho, e arranja alguém para os segurar enquanto os cortas.
3. Evita discussões com a tua mulher sobre o levantamento da tampa da sanita, utilizando sempre o lavatório. (Yuckkkkk)
4. Para tratares da pressão arterial elevada: Simplesmente faz um corte e deixa-te sangrar por alguns minutos, reduzindo assim a pressão nas tuas veias. Lembra-te de usares o temporizador.
5. Uma armadilha do rato, colocada no topo do seu despertador, irá impedir-te de dares meia volta e voltares a dormir, depois de baixares o alarme.
6. Se tiveres com muita tosse, toma uma grande dose de laxantes para a inibires.
7. Quando estiveres confuso lembra-te que toda a gente parece normal até chegares a conhecê-los.

Suicídio em C Menor



Amy espantalha

domingo, 22 de junho de 2008

apaixonem-se pelo meu Audi TT

Tercio


Tercio from Ryan Fedyk on Vimeo.

Alguém aí ?


Anyone from Ryan Fedyk on Vimeo.

vejam o detalhe desta animação

jogar a amendoins


«O objectivo deste projecto é criar um dispositivo para treinar gralhas. Até agora temos treinado corvos em cativeiro para depositar as moedas que encontram no chão em troca de amendoins. O próximo passo é ver como podemos ensinar rapidamente o sistema a corvos selvagens e, em seguida, saber como podem eles aprender rapidamente uns com os outros. Depois de termos sistema de colecção de moedas em funcionamento, passaremos a observar a flexibilidade que eles teem em aprender outras tarefas, como a recolha de lixo, através de triagem eletrónica descartada, ou talvez até mesmo de busca e salvamento. Os corvos continuam a surpreender-nos com as suas capacidades, por isso quem sabe?

Entretanto, a idéia de sinantropia mutuamente benéfica está a ganhar terreno. Essa é a noção de que podemos ter relações mutuamente benéficas com animais adaptados a ecologias humanas. Estamos realizando consultas com algumas empresas que têm os problemas relacionados com animais, para encontrar soluções relacionadas - em vez de apenas os bombardearmos, os matarmos, ou os envenenarmos.»

o sentido do gosto


Clica na imagem

Metro Area em Let's get



Mais