terça-feira, 20 de maio de 2008

Chapati (pão indiano) e outras delícias da Manjula

.
na hora de pôr a mesa, éramos cinco:
o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs
e eu, depois, a minha irmã mais velha
casou-se. depois, a minha irmã mais nova
casou-se. depois, o meu pai morreu. hoje,
na hora de pôr a mesa, somos cinco,
menos a minha irmã mais velha que está
na casa dela, menos a minha irmã mais
nova que está na casa dela, menos o meu
pai, menos a minha mãe viúva. cada um
deles é um lugar vazio nesta mesa onde
como sozinho. mas irão estar sempre aqui.
na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco.
enquanto um de nós estiver vivo, seremos
sempre cinco.
.
Poema: José Luis Peixoto (1974)

3 comentários:

u joão disse...

:) beijo agora à mesa temos mais um!

Fresquinha disse...

Onde comem 5, comem 6 ! Bem vindo à nossa mesa !

:-) Beijo

Zona 8 Lifestyle disse...

Boa!!
Gostei de ver aqui a escrita do Zé Luis.Para além de antigo companheiro de secretária de escola desde grande escritor, tambem tive o "previlégio" de ser o 1º gajo a nivel mundial a passar na rádio a 1ª maquete da sua antiga banda, Os Hipócondriacos!
Eh! Eh! Eh!

Boa escolha, Fresquinha!