sexta-feira, 27 de junho de 2008

The love you take is equal to the love you make



1 comentário:

Sónia Pessoa disse...

mas o homem não se cansa?... que dor de braços. Fantástico, cada um com seu talento, o ser humano não tem limites.
Beijinho